Número de pessoas em UTIs Covid no Piauí é o maior desde agosto de 2021; ocupação de 72%

Taxa de ocupação de UTIs, que era de 46% há cerca de um mês, está em 72,8% no Piauí.

G1

2022-01-22 20:12:11

COMPARTILHE:

1 de 2 Número de pessoas em UTIs Covid no Piauí é o maior desde agosto de 2021; ocupação de 72% — Foto: Reprodução/TV Clube Número de pessoas em UTIs Covid no Piauí é o maior desde agosto de 2021; ocupação de 72% — Foto: Reprodução/TV Clube O Piauí registrou nessa sexta-feira (21), o maior número de internados em leitos de UTI, devido à Covid-19, desde agosto do ano passado: 110 pessoas. Há cinco meses, o estado se recuperava do grande pico da doença. Atualmente, segundo levantamento da Secretaria de Estado da Saúde, o estado tem 110 internados em UTIs Covid. Em 14 de agosto de 2021, eram 117 internados. 2 de 2 Número de pessoas em UTIs Covid no Piauí é o maior desde agosto de 2021; ocupação de 72% — Foto: Divulgação/Sesapi Número de pessoas em UTIs Covid no Piauí é o maior desde agosto de 2021; ocupação de 72% — Foto: Divulgação/Sesapi Naquele época, contudo, o total de leitos disponíveis era quase o dobro: 263 contra 151 atualmente. Assim, a taxa de ocupação saiu de 42% para 72% no período. Em um mês, entre dezembro de 2021 e janeiro de 2022, a ocupação cresceu significativamente: de 69 para 110 internados, uma taxa que saiu de 46% para 72% de ocupação. Ampliação de leitos Em 12 de janeiro, com a ocupação no estado em 69%, o secretário estadual de saúde, Florentino Neto, havia informado que haveria ampliação de leitos no estado, tanto clínicos quanto de UTI. Havia 132 vagas de UTI disponíveis, o que foi ampliado para 151, mas a ocupação tem crescido de forma mais acelerada. O g1 tentou contato com a Sesapi para buscar informações sobre a situação, mas no momento não há representantes disponíveis para prestar esclarecimentos. O secretário está afastado, no momento, por ter testado positivo para Covid. Ele está sem sintomas graves, mas está em isolamento. Capital Quanto à taxa de ocupação, Teresina ultrapassa o crescimento registrado no estado, porque houve significativa redução de leitos de UTI Covid disponíveis: de 152 para 88. Assim, mesmo com o total de pacientes graves variando de 63 para 66, a ocupação saiu de 41% em agosto para 75% na sexta (21). Leitos clínicos A ocupação por pacientes menos graves também cresceu, tanto na capital quanto no estado. O estado tinha uma ocupação de 23% há um mês, que é de 56% atualmente, mesmo com ampliação de leitos. Na capital, a taxa saiu de 28% para 68%. Enquanto a cidade tinha 33 internados em leitos clínicos em dezembro, atualmente são 91 pessoas. Subnotificação de casos O dado passa a refletir a real situação da pandemia no estado, já que o registro de casos novos da doença está comprometido devido a inconsistências no sistema do Ministério da Saúde. O presidente da Fundação Municipal de Saúde de Teresina , o médico Gilberto Albuquerque, admitiu ao g1 que o total real de casos pode chegar a seis vezes o registrado oficialmente nos sistemas. Enquanto o painel da FMS registrou em média 50 casos positivos por dia nas últimas semanas, apenas os Centros de Testagem para Covid (CTC) registram em média 300 positivados diariamente. 'Temos testes ainda nas UBS destinadas a atendimento Covid e nos hospitais, mas no momento não temos os dados de quantos testes e quantos casos positivos temos nesses locais', destacou o presidente da FMS. Confira as últimas notícias do g1 Piauí VÍDEOS: Assista às notícias mais vistas da Rede Clube 200 vídeos

COMPARTILHE:

COMENTÁRIOS

PUBLIQUE UM COMENTÁRIO

Enviar