Guedes: Pacheco me assegurou que vai compensar tempo perdido na reforma do IR - ISTOÉ Independente

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse na noite desta quarta-feira, 20, que o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), assegurou a ele que, embora não tenha conseguido processar ainda a reforma do Imposto de Renda, vai compensar o tempo perdido. “O Senado não conseguiu processar o Imposto de Renda porque estava envolvido na avaliação […]

COMPARTILHE:

2021-10-21 01:24:13

Isto é

Economia

Estadão Conteúdo

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse na noite desta quarta-feira, 20, que o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), assegurou a ele que, embora não tenha conseguido processar ainda a reforma do Imposto de Renda, vai compensar o tempo perdido.

“O Senado não conseguiu processar o Imposto de Renda porque estava envolvido na avaliação da covid-19, mas o presidente Rodrigo Pacheco me assegurou que vai compensar o tempo perdido, que vai ajudar. Até porque, nós trabalhamos a PEC dos precatórios juntos, eu ele e o presidente da Câmara, Arthur Lira”, disse Guedes.

O ministro participou da 48ª edição do ‘Melhores e Maiores’ da Revista Exame, evento que premia as melhores empresas nos seus respectivos ramos todo ano.

O discurso de Guedes se deu no contexto de que a economia brasileira crescerá no ano que vem – mais do que as previsões que vem sendo feitas pelos agentes econômicos – desde que o Brasil continue entregando as reformas como tem, segundo ele, até agora.

“Se nós avançarmos com nossas reformas como temos feito até aqui; conversei assim que cheguei lá de fora com o presidente da República e com o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira”, disse Guedes, acrescentando que o deputado tem sido um baluarte na defesa das reformas.

“Aprovou todas as reformas e já defendeu o Imposto de Renda e a reforma administrativa. Tá em dia. Está aprovando tudo que é apresentado, construtivo e bom para o Brasil”, disse o ministro.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse na noite desta quarta-feira, 20, que o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), assegurou a ele que, embora não tenha conseguido processar ainda a reforma do Imposto de Renda, vai compensar o tempo perdido.

“O Senado não conseguiu processar o Imposto de Renda porque estava envolvido na avaliação da covid-19, mas o presidente Rodrigo Pacheco me assegurou que vai compensar o tempo perdido, que vai ajudar. Até porque, nós trabalhamos a PEC dos precatórios juntos, eu ele e o presidente da Câmara, Arthur Lira”, disse Guedes.

O ministro participou da 48ª edição do ‘Melhores e Maiores’ da Revista Exame, evento que premia as melhores empresas nos seus respectivos ramos todo ano.

O discurso de Guedes se deu no contexto de que a economia brasileira crescerá no ano que vem – mais do que as previsões que vem sendo feitas pelos agentes econômicos – desde que o Brasil continue entregando as reformas como tem, segundo ele, até agora.

“Se nós avançarmos com nossas reformas como temos feito até aqui; conversei assim que cheguei lá de fora com o presidente da República e com o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira”, disse Guedes, acrescentando que o deputado tem sido um baluarte na defesa das reformas.

“Aprovou todas as reformas e já defendeu o Imposto de Renda e a reforma administrativa. Tá em dia. Está aprovando tudo que é apresentado, construtivo e bom para o Brasil”, disse o ministro.

COMPARTILHE:

COMENTÁRIOS

PUBLIQUE UM COMENTÁRIO

Enviar