São Paulo antecipa de 12 para oito semanas 2ª dose da vacina da Pfizer

A nova estratégia de vacinação pelo Plano Estadual de Imunização poderá ser realizada a partir desta sexta-feira pelos 645 municípios do Estado

COMPARTILHE:

2021-09-22 17:57:07

Valor Economico

O governador de São Paulo, João Doria, confirmou nesta quarta-feira a antecipação de 12 para oito semanas o intervalo de aplicação da segunda dose da vacina contra covid-19 da Pfizer. O anúncio ocorreu durante evento para selar acordo de fornecimento de 2,5 milhões de doses da vacina do Butantan para os Estados do Ceará, Espírito Santo, Mato Grosso, Pará e Piauí.

Antes, ele havia usado sua conta no Twitter para comunicar a ação. Segundo o governador, a decisão foi com ‘respaldo da ciência’. “Temos pressa e senso de urgência para que toda população esteja completamente imunizada”, afirmou o governador na rede social.

A nova estratégia de vacinação pelo Plano Estadual de Imunização (PEI) poderá ser realizada a partir desta sexta-feira (24) pelos 645 municípios do Estado de São Paulo. Conforme balanço da campanha, 6,9 milhões de pessoas já imunizadas com a primeira dose serão beneficiadas com esta redução de tempo de espera.

Isso significa que as pessoas que já receberam a primeira dose do imunizante da Pfizer poderão concluir seu esquema vacinal quatro semanas antes do prazo inicialmente indicado na carteira de vacinação.

SP antecipa de 12 para oito semanas a aplicação da segunda dose da vacina da Pfizer — Foto: Governo do Estado de São Paulo

Para reforçar as orientações à população, a Secretaria de Estado da Saúde e a Companhia de Processamento de Dados do Estado de São Paulo (Prodesp) estão reprogramando o disparo de mensagens de texto pelo celular (SMS) e e-mail com informações sobre a medida, reforçando a recomendação para consulta aos cronogramas das cidades de residência.

A coordenadora do PEI, Regiane de Paula, explica que os cidadãos que já receberam a primeira dose da Pfizer, poderão conferir sua carteirinha para verificar a nova previsão de retorno ao posto: basta contar 28 dias antes da data até então sinalizada para receber a segunda dose.

Ela explicou que a partir de hoje, cerca de 2 milhões de doses estão sendo enviadas aos 645 municípios do Estado para que se possa antecipar e concluir o esquema vacinal.

“O Governo de São Paulo tomou a decisão de antecipar a vacinação na mesma linha dos governadores que aqui estão. Todos estão comprometidos com a ciência. Desde o início da pandemia defenderam a ciência, se expondo publicamente na tomada de medidas para a proteção da vida de seus cidadãos”, disse Doria, ao lado dos governadores do Pará, Helder Barbalho (MDB); do Espírito Santo, Renato Casagrande (PSB); do Piauí, Wellington Dias (PT); e do Ceará, Camilo Santana (PT). Também participou do anúncio, na sede do Butantan, o presidente do instituto, Dimas Covas.

Conforme previsto nos acordos firmados, o Pará vai receber 1 milhão de doses da Coronavac. Os Estados do Espírito Santo e Mato Grosso contrataram 500 mil doses cada. Completando o carregamento de 2,5 milhões de vacinas, o Ceará irá receber 300 mil doses e o Piauí, outras 200 mil.

COMPARTILHE:

COMENTÁRIOS

PUBLIQUE UM COMENTÁRIO

Enviar