SP reduz para oito semanas intervalo de aplicação entre doses da vacina da Pfizer

Medida passa a valer no estado a partir de sexta (24); antecipação era cobrada desde o mês passado, mas governo estadual condicionava ação à disponibilidade de remessas

COMPARTILHE:

2021-09-22 16:30:34

O Globo

SÃO PAULO — O estado de São Paulo vai reduzir de 12 semanas para oito o intervalo entre as duas doses da vacina Pfizer. O anúncio foi feito nesta quarta-feira pelo governo estadual, e medida passa a valer a partir desta sexta-feira (24).

A cobrança pela antecipação da segunda dose acontecia desde o mês passado, e tinha o aval do Ministério da Saúde. O governo estadual, porém, condicionava a antecipação à disponibilidade de remessas enviadas pelo governo federal.

Anvisa:Agência determina recolhimento de vacinas dos lotes interditados de CoronaVac

Segundo a coordenadora do Programa Estadual de Imunização (PEI), Regiane de Paula, as pessoas que já receberam a primeira dose da vacina da Pfizer poderão concluir o esquema vacinal quatro semanas antes do prazo indicado na carteira de vacinação.

Ela afirmou que dois milhões de doses do imunizante serão encaminhados aos 645 municípios do estado para que possam fazer a antecipação.

NY:Após Queiroga testar positivo para Covid-19, Anvisa recomenda quarentena para comitiva de Bolsonaro

O anúncio da antecipação da vacina da Pfizer em São Paulo aconteceu durante cerimônia de divulgação da entrega de 2,5 milhões de doses da CoronaVac para cinco estados do país.

Os governadores de quatro deles participaram de coletiva de imprensa nesta quarta no Instituto Butantan, na capital paulista: Camilo Santana (PT), do Ceará, Renato Casagrande (PSB), do Espírito Santo, Helder Barbalho (MDB), do Pará e Wellington Dias (PT), do Piauí. O governador do Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM), não compareceu. João Doria, governador de São Paulo, disse que  Mendes pediu desculpas pela ausência, e afirmou que os dois terão um encontro na sede do governo do Mato Grosso na sexta-feira.

O Globo, um jornal nacional: Fique por dentro da evolução do jornal mais lido do Brasil

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal

SÃO PAULO — O estado de São Paulo vai reduzir de 12 semanas para oito o intervalo entre as duas doses da vacina Pfizer. O anúncio foi feito nesta quarta-feira pelo governo estadual, e medida passa a valer a partir desta sexta-feira (24).

A cobrança pela antecipação da segunda dose acontecia desde o mês passado, e tinha o aval do Ministério da Saúde. O governo estadual, porém, condicionava a antecipação à disponibilidade de remessas enviadas pelo governo federal.

Anvisa:Agência determina recolhimento de vacinas dos lotes interditados de CoronaVac

Segundo a coordenadora do Programa Estadual de Imunização (PEI), Regiane de Paula, as pessoas que já receberam a primeira dose da vacina da Pfizer poderão concluir o esquema vacinal quatro semanas antes do prazo indicado na carteira de vacinação.

Ela afirmou que dois milhões de doses do imunizante serão encaminhados aos 645 municípios do estado para que possam fazer a antecipação.

NY:Após Queiroga testar positivo para Covid-19, Anvisa recomenda quarentena para comitiva de Bolsonaro

O anúncio da antecipação da vacina da Pfizer em São Paulo aconteceu durante cerimônia de divulgação da entrega de 2,5 milhões de doses da CoronaVac para cinco estados do país.

Os governadores de quatro deles participaram de coletiva de imprensa nesta quarta no Instituto Butantan, na capital paulista: Camilo Santana (PT), do Ceará, Renato Casagrande (PSB), do Espírito Santo, Helder Barbalho (MDB), do Pará e Wellington Dias (PT), do Piauí. O governador do Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM), não compareceu. João Doria, governador de São Paulo, disse que  Mendes pediu desculpas pela ausência, e afirmou que os dois terão um encontro na sede do governo do Mato Grosso na sexta-feira.

COMPARTILHE:

COMENTÁRIOS

PUBLIQUE UM COMENTÁRIO

Enviar